Categorias
Noticias

BALANÇO POSITIVO DO “TOQUE E SE TOQUE” EM 2020

Apesar de todas as dificuldades impostas pela Pandemia, o Projeto Toque e se Toque conseguiu no ano de 2020 se adaptar às mudanças e manter de forma remota as aulas no período de junho a dezembro.

Para a coordenadora, Alice Sena Ramos, o saldo foi bem positivo. “Retomamos as aulas no final do mês de junho, não sendo obrigatório à adesão.  Mesmo assim, cerca de 120 alunos se inscreveram no formato. Foram 28 semanas de aulas de teoria musical,  aulas de  prática de conjunto e de instrumento musical e canto. Durante esse período, foram mantidos  02  cursos de canto, 02 cursos de cavaquinho, 01 de flauta infantil,  02 de flauta, 02 de percussão e 02 de violão”.

Ela ressaltou ainda a produção de três vídeos (Cajuína, América do Sul e Natal Brasileiro), com a participação da Orquestok e da Orquestra de Ukulelê da UFRJ. Também o lançamento dos Projetos “Toques do Mestre”,  e “Toques da Classe”, com a apresentação de professores e alunos respectivamente. Todas as ações, em sua avaliação, bem-sucedidas.

Outra medida adotada foi a criação de contas no “Instagran” e “youtube”, visando a dar mais visibilidade às ações realizadas pelo Projeto. No “youtube” foram mais de 600 inscrições que puderam assistir aos vídeos realizados por alunos e professores.

“Não foi fácil por conta da falta de recursos materiais de alunos e professores, mas fechamos o ano com a sensação de dever cumprido, tendo a certeza de que cada um fez o melhor possível. E a música foi um aliado importante na ajuda da superação do isolamento social”, diz Alice Sena Ramos.

Em 2021, as aulas de forma presencial retornarão de acordo com a determinação da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Assim, iniciaremos o novo ano ainda de forma remota, devendo voltar ao presencial apenas quando a vacinação estiver completa e seguindo sempre orientação da UFRJ.