Categorias
Noticias

PRESTANDO CONTAS (FIM DE 2018)

Graças à valiosa colaboração dos alunos , pais e amigos do Toque e se Toque foi possível fechar o ano de 2018 com todos os pagamentos em dia aos licenciandos do Projeto. Parte dos recursos utilizados foram captados na Campanha de Financiamento Coletivo, lançada no mês 10/2018, parte provenientes dos três eventos : duas feijoadas e um concerto de Natal . Também de ações tais quais venda de canecas, doces e salgados, uma rifa, e a execução de dois shows beneficentes.

BALANÇO GERAL:
O saldo atualizado até 31/12/2018 é de R$ 5.324,09, sendo que já foram pagos
um total de R$ 16.800,00 a oito licenciandos, além do pagamento de tarifas de manutenção da conta ao BB e à Fundação José Bonifácio, administradora da Campanha.

IMPORTÂNCIA DOS EVENTOS
A realização dos eventos para arrecadar recursos foi de grande importância. Na 2ª Feijoada Musical, do dia 15, houve um lucro líquida de R$ 3.100,00. As despesas foram da ordem de R$ 1.617,00, com a contratação de cozinheiras, som , aluguel de mesas e cadeiras e ingredientes para a feijoada. A doação de alguns itens e de recursos também ajudaram na redução dos custos.

CONCERTO
No concerto do Toque se Toque e Coral TIJUCANTO, dia 08/12, foram arrecadados R$ 1.597,00 referentes aos ingressos vendidos, pelo Centro da Música Carioca, que mais uma vez apoiou integralmente, com cessão do espaço e toda infraestrutura.
PLANEJAMENTO
Para 2019, a expectativa da coordenadora Maria Alice Ramos Sena
é de conseguir bolsas para os licenciandos, bem como conseguir empresas que patrocinem o Projeto, por meio das leis de incentivos fiscais.
Além disso, programar eventos que ajudem na autogestão e que propiciam ainda mais a integração do grupo.

CAMPANHA CONTINUA
Ela ressalta que a Campanha de Financiamento Coletivo prossegue , sendo muito importante para continuidade do pagamento das boldos aos licenciandos da UFRJ, que se profissionalizam no Projeto.
A coordenadora considerou bastante positivo o resultado alcançado , mas espera um 2019 mais trânquilo.

NOVOS ALUNOS

Ainda não há expectativa de abertura de novas turmas neste primeiro semestre. Vai depender especialmente da contratação de mais professores.